Parque Nacional Etosha – Por Sabrina Saraiva, direto da Namíbia

Hoje o dia começou cedo. Saímos do  aha Eagle Tented Lodge às 6h da manhã a caminho do Parque Nacional Etosha para mais um Game Drive ou Safári como nós conhecemos. Sabíamos que estávamos chegando em um dos cinco parques nacionais mais importantes da África, ao lado de reservas famosas como #Kruger, na África do Sul, e #Serengeti, na Tanzânia! 

Além do mais, comprovamos de perto que o Etosha é o principal atrativo turístico da Namíbia. Mais de 200 mil pessoas visitam o parque anualmente! A maioria espanhóis, alemães e ingleses. A quantidade de animais (UM ATRATIVO E TANTO!) dentro dos limites da reserva de maior prestígio do país é alta e o lugar protege 114 espécies de mamíferos e 340 de aves!

A formação geológica do Parque Etosha – branca como neve – pode ser identificada do espaço. Geólogos consideram que a planície tenha sido formada há dezenas de milhões de anos.

O parque é realmente muito interessante e diferente dos demais que fizemos, pois a planície é totalmente seca e branca, devido a grande quantidade de pedra calcária. Etosha na linha local significa sítio grande branco.  LINDO DE VER!

Momento selfie no jeep!

Descobrimos ainda que, devido ao clima árduo da região, os administradores do parque construíram poços para dar água adicional aos animais e evitar um maior estresse durante a seca.

Essa e tantas outras cenas revelam a natureza como ela é, sem disfarces! É o que faz Etosha ser um lugar fascinante!

 

A CURIOSA “TRIBO DE HIMBA”

No caminho do parque passamos pelo povoado “Tribo de Himba”. Em toda a África, ainda existem algumas tribos que respeitam e vivem de acordo com as tradições de seus antepassados. Uma das mais conhecidas é a tribo Himba, que tem aparência característica de cor avermelhada.

Ficamos bem impactados!! Vimos de perto como existe um mundo paralelo, onde um grupo consegue manter um estilo de vida tradicional e tão diferente do nosso!

As casas dos Himba são arredondadas feitas de barro e esterco de vaca. Essa mistura ameniza a temperatura dos dias mais quentes, e mantem o calor para as noites frias. A variação de temperatura  é bem grande, chegando aos 45 graus no verão, e a sensação de congelamento no inverno!

Mas afinal, por que os Himba são vermelhos? 

A razão pra isso é o “Otjize”, uma pasta de manteiga, gordura e ocre vermelho – às vezes perfumado com resina aromática – que as mulheres aplicam duas vezes ao dia nas tranças e no corpo. Existem algumas explicações para o uso do “Otjize”. Uma delas é a diferenciação entre homens e mulheres, já que eles não aplicam a pasta. A mistura também serve para proteger do sol e repelir os insetos. Há ainda o significado simbólico, unindo a cor vermelha da terra e do sangue, que é o símbolo da vida.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *