Vale dos Incas e o Hotel Explora – Por Sabrina Saraiva

Chegamos ao  Vale Sagrado dos Incas, nos Andes Peruanos, que está composto por numerosos rios que descem por pequenos vales; e possui inúmeros monumentos arqueológicos e povoados indígenas. Um lugar de tirar o fôlego!!

Descobri que este vale foi muito apreciado pelos Incas devido a suas especiais qualidades geográficas e climáticas. Foi um dos principais pontos de produção pela riqueza de suas terras e o lugar onde se produz o melhor grão de milho no Peru.

Típica plantação de milho na região

 

PASSEIO DE BIKE PELA REGIÃO

O passeio de bicicleta foi realmente algo inesperado! A experiência foi tão empolgante!  Um mergulho em uma cultura antiga e interessante, interagindo com a comunidade local!

Olha a nossa turma toda empolgada com a trilha!
Confesso que deu frio na barriga, com medo de a bike derrapar em alguns trechos!
Passamos por essa fonte tem água salgada que sai da montanha! A água é morna, super limpa e filtrada e muito salgada!

 

O LUXUOSO HOTEL EXPLORA

Que privilégio estar hospedada neste magnífico hotel! Rodeado por campos de milho e pelas montanhas dos Andes, este hotel luxuoso com tudo incluído, isolado em um edifício de madeira polida com detalhes em pedra, fica a 42 km do Aeroporto Internacional Alejandro Velasco Astete.  Ele foi projetado como a base para explorar um destino remoto e magnífico: Cusco, Machu Picchu e o Vale Sagrado dos Incas. 

Os quartos simples e aconchegantes estão equipados com teto com revestimento de madeira e não oferecem TV. Todos contam com vista para a montanha e sala de estar. As suítes oferecem áreas de estar.

Como cortesia, são oferecidos traslado para o aeroporto, trilhas guiadas e excursões de bicicleta, além de refeições servidas em um salão/bar com estilo rústico chique. Um casarão colonial restaurado do século 17 abriga spa, piscina externa, sauna seca e úmida. Sujeito a regras de estadia mínima.

 

SALINETAS DE MARAS

Hoje amanhecemos em  Salinetas de Marasal. Por ser época de chuva toda a paisagem está em tons de marrom e são estonteantes! Um lugar mágico cheio de energia!

Aqui é possível ter uma visão espetacular de 5 mil tanques de extração de sal, desde os tempos pré-Incas, que formam uma paisagem inusitada em meio o Vale Sagrado dos Incas.

Para chegar, uma trilha de 4 km com muitas paisagens em meio a natureza e um pouco de esforço físico, ainda mais exigido pela altitude – são mais de 3,3 mil metros acima do nível do mar. A caminhada é recompensada já lá de cima da trilha com as salinas na base de um vale, avançando entre duas montanhas.

Para chegar, uma trilha de 4 km com muitas paisagens em meio a natureza e um pouco de esforço físico, ainda mais exigido pela altitude – são mais de 3,3 mil metros acima do nível do mar. A caminhada é recompensada já lá de cima da trilha com as salinas na base de um vale, avançando entre duas montanhas.

Aqui, o que vale é o contato direto com a natureza e a história. Pois estas terras são habitadas a milhares de anos.

A água salgada é canalizada para 5 mil poços e a partir da evaporação se faz a extração do sal rosa em um espetáculo para se observar de perto.

Por aqui também encontramos plantações de batata, que mais parecem com plantações de flores! Conforme a cor da flor e o tipo de batata!

Aqui a batata e um dos principais alimentos e tem mais 1200 tipos de batata comestível

A batata do Peru chegou à Europa pois os primeiros colonizadores espanhóis que vieram a esta região se encantaram com os campos floridos e levaram as flores/ batata para a Europa para plantar nos palácios.

 

MARAS MORAY – UM LUGAR MUITO INTERESSANTE!

Maras Moray é um estiloso de passeio que envolve ruínas e mistérios. E sou apaixonada por lugares assim, e o Valle Sagrado é prato cheio para o viajante que, assim como eu, gosta de roteiros históricos.

Parei alguns instantes para apenas observar os círculos, imaginando o que tudo aquilo representava.

As teorias são diversas, uns dizem que Maras Moray era um enorme anfiteatro, outros afirmam que em seu centro existiam lutas ou jogos. A presunção mais provável é que ali era uma estação de desenvolvimento agrícola. Ou seja, um laboratório para o desenvolvimento da agricultura.

Vale a pena conhecer? Sim, vale muito a pena ir! É muito interessante e impressionante!

TORITOS DE PUCARA

Os  Toritos de Pucara são conhecidos em muitas partes do mundo, mas esta tradição começou em um “pueblo” chamado Pucara, a 10 Km de Puno, onde pequenos tourinhos eram colocados nos telhados das casas como elemento de proteção e energia para as famílias que nelas moram.

Eles trazem Felicidade, Proteção e Fertilidade a todos os que habitam as casas que os colocam em seus telhados, sendo por isso que é possível vê-los em uma grande maioria das casas do PERU.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *