O incrível Mercado Central de Budapeste – Por Fabian Saraiva

Sim, o  Mercado Central de Budapeste merece um post exclusivo! Nosso grupo adorou o lugar. Realmente, é um passeio imperdível, pois o local é muito atrativo e também é  maior dos cinco mercados abertos na cidade no final do século XIX.

Logo de cara, o prédio, construído em 1897, impressiona pelo seu telhado rendado e colorido, uma das características de algumas construções da cidade, além do seu porte majestoso que chama logo a atenção.

Um grande portão recebe os visitantes e por dentro o Mercado de Budapeste não decepciona, com seus dois andares lotados de produtos e artesanato regional.

Uma variedade de cores nas barracas enchem nossos olhos; frutas, flores, bordados, difícil sair de lá sem comprar nada.

Nosso grupo adorou! e andou por todos os andares, conhecendo e experimentando alguns produtos, e observando o que havia de diferente dos nossos mercados brasileiros.

Confira o vídeo que gravei para vocês sentirem a atmosfera do lugar:

Um pouco da história do mercado 

Para quem não sabe, os mercados foram construídos para controlar a qualidade dos alimentos e melhorar seu estado de conservação, já que, no final do século XIX, a cidade enfrentava muitos problemas sanitários. Sobre a construção do prédio, o arquiteto Samu Pecz se encarregou do design e o edifício foi erguido em 1897. Desde o início, foi uma contínua fonte de protestos e os cidadãos criticavam desde a sua criação até o incremento dos preços, algo que piorou com a chegada da Primeira Guerra Mundial. Na Segunda Guerra, a estrutura do mercado ficou gravemente danificada e nos anos seguintes ele começou a perder status. Em 1991, o Mercado Central foi declarado em ruína e foi fechado.

Mas hoje, após ser restaurado o mercado é uma excelente atração!

Quando visitá-lo? 

Você pode visitar o Mercado Central qualquer dia, exceto aos domingos. O dia mais animado é o sábado de manhã. Se na visita ao mercado você ficar com fome, no andar superior há umas bancas de comida bastante baratas, onde você irá literalmente dividir a mesa com 50% de locais e 50% de turistas.

Passeios por Budapeste- Por Fabian Saraiva

Nosso grupo chegou em Budapeste animado para fazer os diversos passeios que a cidade oferece. Ao mesmo tempo em que ostenta a beleza clássica das grandes capitais europeias, Budapeste provoca grande fascínio, ainda mais no mês de abril,  quando o sol anima os húngaros recém-saídos do inverno e as flores colorem as praças.

Nosso grupo fez um belo registro no desembarque em Budapeste

Caminhar e passear por Budapeste é um grande prazer. A cidade é bonita, com belos monumentos e muito fotogênica. As fachadas dos prédios no centro de Budapeste são extraordinárias! E se encontra muita Art Nouve como arquitetura predominante, mas tem muitas outras.

Não é Japão, mas Budapeste também tem sua Sakura (floração da cerejeira)

O IMPONENTE PARLAMENTO

sede do parlamento

Cruzando a ponte para o lado de Peste, a gente encontra a sede do Parlamento, num estilo gótico super rico em detalhes. Se tiver tempo, vale a pena fazer uma visita guiada para conhecer as salas, as esculturas e os tapetes que embelezam o interior do prédio.

O CASTELO BUDAPESTE

O Castelo Budapeste abriga não apenas o palácio real mas também o Museu de História e a Galeria Nacional. É interessante dar uma volta pelo entorno para ver os jardins e o bairro que ainda guarda traços da Idade Média.

O terraço próximo ao portão com a estátua do Turul (ave mitológica que é um símbolo húngaro) é uma área muito bonita, de onde se tem uma vista incrível sobre o rio Danúbio, que corta a cidade, e a bela Ponte das Correntes em frente ao luxuoso edifício do hotel Four Seasons.

Outro ponto interessante na colina do castelo é o Bastião dos Pescadores, uma construção linda que tem 7 torres, representando as 7 tribos magiares que fundaram a Hungria.

O CAFÉ NEW YORK

O New York Café, uma mistura de restaurante e cafeteria, considerado “o mais belo Café do Mundo”. O lugar foi frequentado por intelectuais, artistas, nobres e pela alta burguesia, uma verdadeira passarela onde era exibido o que havia de mais glamouroso ao longo de décadas.

Atração do tipo YOU MUST GO!

Luxo pouco é bobagem neste estabelecimento inaugurado em 1894, integrado ao Hotel Boscolo

A Praça dos Heróis e o Parque

Despedida de Budapeste em grande estilo.

A Praça dos Heróis é um dos pontos mais interessantes de Budapeste, a começar pelo Monumento Milenário, com sua sequência de colunas e estátuas das grandes personalidades da história húngara.

No centro, um obelisco com os sete líderes das tribos magiares, que formaram a Hungria, aos pés do Anjo Gabriel. Também merecem uma visita o Museu de Belas Artes e o Palácio da Arte, que ficam à esquerda e à direita da praça.

Confira o vídeo de despedida de Budapeste: