Embarcando no Cruzeiro Fluvial – Por Fabian Saraiva

Ontem nosso grupo “Primavera na Europa” embarcou no porto da Passau no Cruzeiro fluvial A-Rosa Donna rumo a Viena, Budapeste, Bratislava e Melk. Serão sete noites viajando de uma forma diferente, vendo cenários do interior europeu com sistema all inclusive – ótimas refeições e bons drinks, é uma experiência inesquecível!

À medida que você passeia por ele, você experimenta uma grande variedade de diferentes arquiteturas e paisagens. Cada região através da qual o Danúbio passa tem a sua própria atmosfera. As mais belas áreas naturais incluem o Danube Loop, o desfiladeiro de Iron Gates e o Delta do Danúbio, com seus penhascos íngremes e formações rochosas primitivas.

Cada uma das vilas e cidades ao longo do Danúbio também tem o seu charme próprio. À medida que o navio passa pelos vários portos, você pode se maravilhar com skylines muito diferentes: do histórico ao moderno, as cidades combinam vários estilos arquitetônicos.  É uma experiência que toda a família pode desfrutar!

Sabe o que ainda é bacana neste tipo de viagem? Dá para relaxar e descansar também.  A velocidade do barco é de 12km/horas. Dando um ritmo de passeio relaxante mesmo! A vida é tão corrida, e aqui dá para viver o lugar, não só passar para tirar foto, entendem? Algo “boa vida”. Simplesmente dá para ficar no barco sem fazer nada, escutar os pássaros, com boa comida e bebida.

Os melhores crepes da cidade? Ruas comerciais que farão seu coração disparar? Ou que tal aquele museu peculiar sobre o qual você já ouviu falar tanto? Pois acreditem! Tudo está praticamente na porta do seu quarto de hotel fluvial.  E para mim, com certeza, essa é principal vantagem de viajar por um cruzeiro fluvial aqui na Europa. Pois quantas vezes, você teve que pagar por um passeio extra de barco para ver a cidade por outro ângulo? Pois é, aqui já esta incluído na sua viagem e diária de hotel.

Os passageiros têm a oportunidade de desembarcar praticamente no centro das principais Cidades da Europa. Desta forma, os passeios ficam mais fáceis. É só pegar a bolsa ou a mochila e aproveitar!  Fazer fotos, curtir a experiência e conhecer a cidade, que está logo ali perto do porto.

E à medida que o seu hotel premium flutuante se desloca de cidade em cidade, (sim hotel premium, pois tem tudo o que poderia se esperar de um hotel de primeira categoria no convés)  você pode apreciar as paisagens espetaculares, bebidas deliciosas, minigolfe, um spa e muito sol!

E ainda tem mais uma atrativo ótimo! Neste cruzeiro os hospedes têm aparelhos para exercícios físicos, salas de massagem e uma área de relaxamento, bem como três tipos de sauna.

PASSAGEM PELAS ECLUSAS/ LOCKS

A lotação máxima do cruzeiro fluvial A-ROSA é de 242 passageiros, sendo 49 empregados/tripulantes. Outra curiosidade é que a embarcação passa por 11 eclusas, ou locks, como eles chamam na Europa. Um dos mais marcantes é o que fica entre as cidade de Bratislava e Esztergom, com diferentes níveis.

Confira o vídeo que fiz para meu filho Henrique,
explicando o funcionamento da eclusa:

Grupo Primavera na Europa – Por Fabian Saraiva

Olá queridos leitores, 

Aqui é o Fabian Saraiva. Desta vez, estamos na Europa e vamos deixar aqui no blog diversas dicas de passeios que fizemos com o nosso  grupo “Primavera na Europa” passando por cidades da Holanda, República Checa, Áustria, Hungria e Alemanha!

Vamos começar por algo encantador e que possui uma atmosfera mágica, ou seja, um passeio imperdível a 40 minutos de Amsterdã. Estou falando do maravilhoso Parque Keukenhof! O lugar também é conhecido como o Jardim da Europa, ele foi inaugurado em 1950 e está situado perto de Lisse, nos Países Baixos. Ele abre somente na primavera e funciona do final de março até meados do final da segunda quinzena de maio. As datas precisas de abertura e encerramento variam  de ano para ano conforme o início da primavera.

É  o maior jardim de flores do mundo. De acordo com a página oficial do parque Keukenhof, sete milhões de bolbos de flores são plantados anualmente no parque. Imaginou quanta beleza?

Esta é a época ideal para o Parque Keukenhof e assim pegar a floração das tulipas, ornamentos produzidos com as tulipas e diversas exposições com flores. Em nossa visita conseguimos ver uma exposição temática dos anos 60. Tinha até uma kombi estilizada com flores!

O parque é relativamente extenso e há muito para ver e admirar, portando, recomendaríamos aproximadamente 3 horas e, mais uma hora para chegar até lá e outra hora para voltar (caso você esteja saindo de Amsterdam).

O parque possui uma ótima infraestrutura para os visitantes; as opções para alimentação são restaurantes e quiosques. Outra opção é levar o seu próprio lanche. Uma informação importante, é que o parque oferece excelente acesso para os cadeirantes, assim como instalações sanitárias apropriadas.

CURIOSIDADE SOBRE AS TULIPAS:

Você sabia que o comércio das flores holandesas, já foi um grande “boom” na economia europeia? Pois é, as tulipas foram muito cobiçadas no século XVII, e caíram no gosto dos nobres e endinheirados da Europa logo que foram trazidas da Turquia. Os preços delas não paravam de subir, e olha que loucura, um único botão custava o mesmo que um sobradinho no centro de Amsterdam (1 200 florins), isso em 1624. Hoje equivaleria a EUR 600,00 sem considerar a inflação do período.