A cidade de Aswan e seus templos – Por Sabrina Saraiva

Um novo passeio em nosso roteiro!  Nossa visita de hoje acontecerá na cidade de Aswan e no Templo de Philae. Não vamos perder mais tempo. Vamos lá? Partimos para o sul do Egito!  A cidade  reúne quase todos os monumentos históricos que você visitar no país.  A paisagem deslumbrante e o calor fazem jus à expectativa de quem visita um país no deserto do Saara.  Descobrimos que era aqui em Aswan que se fazia a conexão entre os egípcios e o resto da África.

Por aqui encontramos um dos templos mais importantes dedicados à deusa Ísis, o Templo de Philae. Uma templo para a deusa da feminilidade e da fertilidade que começou a ser construído durante a dinastia dos Ptolomeus, que governaram o Egito de 305 a 30 a.C.

O local é um pouco afastado dos outros templos da rota turística. No entanto, foi um muito interessante e muito bonito visitá-lo, com diversas colunas e várias imagens esculpidas nas paredes de emocionar!

Mas o impressionante é pensar que o Templo de Philae não está mais em seu local original. É que na época da construção da barragem, nos anos 1950, a ilha de Philae estava na zona de alagamento. E o templo sofreu com alagamentos, perdeu as cores das paredes, mas continuou de pé. A UNESCO, então, nos anos 1970, criou um projeto de salvação, que foi posto em prática por um time holandês. Eles desconstruíram o templo, num lego da vida real, em 40 mil peças. E depois o reconstruíram, pedra por pedra, numa ilha vizinha, a Agilkia, onde está até hoje.

O guia também nos contou que Aswan era a  cidade  fonte das pedras que construíram boa parte do Egito Antigo: ali estava o granito usado para fazer as estátuas, obeliscos e templos que sobrevivem por milênios.

TEMPLOS ABU SIMBEL

Os tesouros arqueológicos do Egito também estão ali perto da fronteira com o Sudão, onde encontram-se os mais meridionais templos do Egito: o complexo arqueológico de Abu Simbel. Trata-se de dois grandes templos, todos escavados em rocha de arenito, às margens do Lago Nasser (que é formado pelas águas represadas do Nilo).

Templo de Abu Simbel
Passeios até Abu Simbel geralmente partem da cidade de Aswan
Templo maravilhoso. Impressionante pela grandeza das estátuas esculpidas em pedra!
Em seu interior, são revelados grandes salões e câmaras, todas decoradas com estátuas, pilares e inscrições nas rochas, em 55 metros de profundidade.

VILA NÚBIA – CULTURA ÚNICA!

Pelas margens do lago Nasser chegamos na vila Núbia. A região Núbia pertence ao Egito e Sudão.

Você nota claramente que eles tem traços próprios e bem característicos que são diferentes dos outros egípcios que vimos.

O povo da Vila Núbia tem uma cultura única também e me passou uma impressão que não se misturaram tanto, que 99% nasceu e vive ali desde sempre, casaram entre si e talvez por isso tenham mantido as características físicas e culturais tão preservadas.

Nas casas da Vila Núbia encontramos moças que fazem tatuagem de henna!

É típico por aqui o Pão de Sol, acompanhado de pasta de gergelim, queijo de cabra salgado e melado! Uma delícia gente!

A simpatia do povo de Aswan foi referenciada por todos os egípcios que conheci. E também o fato de que ali entraríamos em contato com outra civilização antiga, a Núbia, um povo negro que reinou essa região por muitos anos.